sexta-feira, 8 de maio de 2015

Mantenha o guarda-roupa sempre organizado

roupas_topo_nivia

Ter um armário arrumado é fácil, o difícil é mantê-lo organizado. Com a correria do dia-a-dia e, claro, com aquela certa preguiça que dá de vez em quando, deixar tudo sempre em seu devido lugar é quase uma missão impossível.

“Usou, volta para o lugar de origem. Esse é o princípio básico da organização de qualquer ambiente”. Entretanto, tudo pode ficar mais simples, se você desenvolver algumas metodologias na sua casa. “Os objetos precisam ter uma função definida. Isso é importante para quem é desorganizado e precisa de um estímulo”.

Para criar seu método de arrumação, tente fazer algo de acordo com a sua rotina e com o espaço que você tem disponível. “A organização tem que ser útil. Não adianta depois olhar e ficar com preguiça de arrumar”.

Com as crianças, segundo Simone, também é possível criar métodos de arrumação, mas de uma forma lúdica. “Você pode imprimir o desenho de carrinho e colar para identificar as gavetas”.

Invista em acessórios

Essa é a dica mais valiosa de Simone. Caixas organizadoras, cabides especiais e separadores fazem parte deste time. Eles existem prontos, para vender, ou podem ser improvisados. De acordo com Simone, potes de sorvete, por exemplo, servem perfeitamente bem como divisórias ou mesmo para guardar brinquedos pequenos.

Para os cabideiros, nada melhor do que padronizar os cabides.

Usar cabides padronizados, ou seja, o mesmo para o armário todo, é fácil e dá a maior ajuda. “A roupa fica sempre na mesma altura no cabideiro, eles não se enroscam, se entrelaçam ou se derrubam. Você tira uma peça e vai sair só ela”.

Para usar as divisórias da melhor forma possível, ter gavetas bem planejadas e amplas vai ajudar. “Assim, você vai achar tudo com mais facilidade”.

As caixas organizadoras servem tanto para roupas e sapatos, quanto para documentos. O conselho da especialista é escolher aqueles modelos transparentes, pois assim é possível enxergar o que se tem em cada uma. “Se não, vira um guarda-tudo e você vai acumulando”, diz. A especialista também indica criar uma rotina de ao menos uma ou duas vezes ao ano você fazer uma grande limpeza nos armários.

Atenção às roupas…

Para as calças, Simone indica uma forma de guardar que evita enroscos e amassados desnecessários. “Dobre com bolso pra fora e, na hora que for pendurar no cabide, o cavalo tem que ficar pra dentro. Fica mais bonito visualmente e, com o botão pra dentro, e não corre risco de enganchar”.

As camisetas podem ser dobradas usando a técnica de envelopamento, uma dobra especial em que se consegue visualizar todas que estão ali. “Não vão amassar e vai otimizar seu espaço”.

Camisas com colarinho, por outro lado, devem ter seus dois primeiros botões fechados para que a estrutura da roupa seja mantida.

Sapatos precisam de ventilação, mesmo quando guardados em caixas.… e aos sapatos também

É claro que as sapateiras ajudam, mas se você não tem espaço suficiente para elas – ou tem mais sapatos do que deveria – a melhor forma de guardar, seguindo as dicas de Simone, é com os calcanhares invertidos.

No caso das botas, que precisam ser guardadas com o cano reto, coloque um enchimento dentro. “Tem o pronto, que é um balão de ar, mas você pode usar garrafa pet, rolinho de jornal com plástico e até aqueles espaguetes de piscina”.

Como elas são um tipo de sapato sazonal, dá também para guardar em caixas, mas com ventilação. Para os sapatos de festa, use sacos de TNT. Já os chinelos e rasteirinhas podem ser armazenados em uma caixa, também ventilada. “Coloque todos de pé e pronto”.

Descarte periódico

Ao fazer compras de novas roupas, tire sempre aquelas das quais já enjoou ou não servem mais. Assim, você evita acúmulos e ajuda quem precisa. “Faça uma faxina em documentos. Tire o que não usa mais, o que está ocupando espaço, desocupe. Tire porque gera energia negativa na casa. Abra espaço pro novo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário