sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Ana Canosa fala sobre sete situações que você precisa experimentar

Situações que você precisa experimentar

dia_sexo_dentro_img_principal

Ele chegou! O muito comentado Dia do Sexo é comemorado nesta sexta-feira (6) e, para celebrar a data, nada melhor do que apimentar a relação com uma prática distante da rotina do casal.

Sexo de reconciliação

Sabe aquela briga que elevou os ânimos e deu muito “pano para a manga”? Não há nada melhor para reviver o romance do que termina-la embaixo dos lençóis. “Ele dá mais gás e mais energia, porque quando as pessoas estão discutindo ou conversando elas têm um nível de emoção maior. Por isso esse sexo tem uma sensação de intensificação e ligação maior com esse parceiro. Tem muita agressividade envolvida, mas não de violência, de pegada mesmo, que alimenta o sexo. Pode dar também uma sensação de ligação muito grande”.

No entanto, cuidado: a prática não pode virar uma constante na relação. “O desafio são os casais que para ter o sexo bom começam a brigar, e passam a ter uma dinâmica meio viciada. E também quando a relação é muito complicada no plano emocional e só funciona na cama”.

Com saudade

Vocês ficam um longo tempo sem se ver e eis que chega a tão esperada data do reencontro. A distância pode ser o tempero ideal para a relação sexual, já que os dois não veem a hora de estarem juntos outra vez. “Ele também dá mais gás, porque vem cheio de expectativas. Você tem uma energia acumulada tanto sexual quanto emocional, e está mais predisposta e focada nessa questão”.

Em locais diferentes ou proibidos

Ninguém está dizendo que você deve fazer sexo em público, mas variar o local pode trazer novidades bastante interessantes. “Acho ótimo, dá uma sensação de perigo e uma excitação maior. As mulheres gostam muito de cenário sexual e se entediam de fazer sempre no mesmo lugar. Mas tem que tomar cuidado com o onde, para não se expor. Pode usar, por exemplo, a varanda do apartamento, se não tiver um prédio muito colado, a escada de incêndio ou o banheiro”.

Sexo casual

É cada vez mais comum, mas para muita gente ainda é um tabu. “Sexo casual é interessante e tem que fazer pelo menos uma vez. Você pode ficar mais desprendida, com um nível de atenção maior, porque é um exercício de se deixar levar por uma situação específica e só pelo prazer e não pela relação afetiva. Talvez, por ser assim, você possa exigir do parceiro o seu prazer”, diz Ana. No entanto, tome algumas precauções. “Não pode estar alcoolizada, e é bom avisar alguém que você conhece aonde vai, criar uma senha para essa pessoa te telefonar e você dizer se está tudo bem”.

Sexo anal

Essa talvez seja a maior fantasia dos homens, e pode ser muito prazerosa também para a mulher. “Tem uma relação de poder e submissão muito interessante, se você não levar para um lado de estar se submetendo ao outro de maneira negativa. Ele oferece bastante prazer, e um prazer diferente do comum”, fala Ana. Quer experimentar mas não sabe como propor? Ana tem as dicas: “Para aquelas mulheres que percebem que o marido se interessa, talvez não precise nem falar, é só oferecer uma posição sexual mais exposta. Se ele 'avança' um pouquinho, ela pode se permitir. No meio da relação ela pode falar do desejo, ou, em outro momento, pode também mostrar uma matéria sobre isso e dizer que está curiosa”.

Um pouco "altinha"

É comprovado que o álcool pode funcionar como desinibidor, mas isso deve ser feito com cuidado e em moderação, já que beber demais pode por tudo a perder. "O perigo é fazer com quem você não tem intimidade ou não conhece, porque fica mais vulnerável a doenças se não lembrar de usar a camisinha, ou embarcar numa furada com alguém mais bêbado que você”, conta. Portanto, o melhor mesmo ao estar naquele nível um pouco acima do normal é estar com alguém que seja parte da sua vida. “É bem interessante porque diminui a vergonha, você fica com menos censuras, mais solta e costuma a se envolver mais. A mulher se permite fazer sexo em lugares que não são tão comuns e em posições nem tão frequentes." 

Nenhum comentário:

Postar um comentário